domingo, junho 16, 2024
spot_img
HomeECONOMIAAluguel em Goiânia teve 38,4% de aumento nos últimos 12 meses, diz...

Aluguel em Goiânia teve 38,4% de aumento nos últimos 12 meses, diz levantamento

Trata-se da capital brasileira com maior alta

Levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e do Zap+, que analisa dados do mercado imobiliário, informa que Goiânia é a capital brasileira com maior alta no reajuste do aluguel. Nos últimos 12 meses, o crescimento médio de 38,4% até novembro.

A média nacional, segundo a Fipe e o Zap+, ficou em 16%. Além de Goiânia, outras capitais com destaque foram: Florianópolis (28,14%), Fortaleza (21,35%), Rio de Janeiro (19,97%), Curitiba (19,51%) e Belo Horizonte (17,08%).

Advogado especialista em direito imobiliário e diretor da Comissão de Direito Imobiliário do Conselho Federal da OAB, Diego Amaral afirma que, apesar do reajuste, Goiânia ainda tem “um preço do metro quadrado baixo quando comparado com outras cidades”. Além disso, afirma que a capital tem espaço para crescimento do setor imobiliário.

Ainda de acordo com ele, repercute na locação o aumento do preço dos insumos da construção civil para os novos empreendimentos. “Goiânia possui, atualmente, um grande número de lançamentos imobiliários, que faz com que o valor do metro quadrado aumente para venda, o que irá repercutir também nas locações. Após a entrega desses imóveis as pessoas acabam alugando. Em consequência disso ocorre a alta do valor de locação”, argumenta.

Sobre 2024, ele vê tendência de aumento. “Goiânia tem muitos lançamentos imobiliários, tanto na parte residencial quanto a comercial, e isso naturalmente impacta nos preços de locação”, explica.

Pontos que justificam aumento nos aluguéis:

  • A alta demanda de novos imóveis, que fez com que as pessoas passassem a adquirir imóveis na planta;
  • Vários novos lançamentos de empreendimentos imobiliários, novos produtos, o que faz com que haja um aumento do valor do metro quadrado nas cidades tendo em vista a procura por empreendimentos;
  • Derivação do desenvolvimento imobiliário que o mercado vem vivendo nos últimos três anos;
  • Recomposição de preços após negociação na pandemia;
  • Variação dos indexadores de aluguel;
  • Maior procura por imóveis bem localizados para locação.

Valorização dos imóveis em Goiânia

A Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO) acredita que a valorização dos imóveis em Goiânia deva chegar a 20% até o final deste ano. O preço médio do metro quadrado praticado em 2023 (R$ 7.842/m²) até setembro já está 17% acima do valor médio praticado no ano de 2022 (R$ 6.722/m²).

Inclusive, para o ano que vem, a perspectiva é de manutenção da valorização dos imóveis. Esta deve continuar na casa de 15% a 20%, aposta o presidente da Ademi-GO.

FONTE: MAIS GOIÁS

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes