quinta-feira, junho 20, 2024
spot_img
HomeASSASSINATOMulher mata blogueira parecida com ela para simular a própria morte, mas...

Mulher mata blogueira parecida com ela para simular a própria morte, mas acaba presa

Alemã de origem iraquiana teve ajuda do namorado para cometer o crime, na Alemanha

Uma mulher poderá ser sentenciada à prisão perpétua após atacar uma blogueira que se parecia a ela, na Alemanha, com o objetivo de simular sua própria morte. Khadidja O. foi atraída para uma emboscada e agredida brutalmente por sua semelhança com a agressora, Shahraban K.

Shahraban e seu namorado, Sheqir K., ambos com 24 anos, atacaram a vítima de 23 anos mais de cinquenta vezes, inclusive causando ferimentos repetidos em seu rosto para esconder sua identidade. O casal acreditava que poderia enganar os investigadores fazendo-os pensar que o corpo da vítima era de Shahraban.

Shahraban desejava escapar de sua família iraquiana, que seguia uma educação islâmica rigorosa, e começar uma nova vida ao lado de seu namorado.

Um tribunal em Ingolstadt, na Baviera, Alemanha, ouviu como o casal entrou em contato com aleatórias mulheres que se pareciam com Shahraban nas redes sociais.

“A suspeita decidiu se esconder devido a conflitos familiares internos”, afirmou a procuradora estadual Veronika Grieser. “Ela queria simular sua própria morte e iniciar uma nova vida”, acrescentou.

Em 9 de agosto de 2022, os criminosos enviaram uma mensagem a Khadidja O. de uma conta falsa chamada “lunee.officiel”, convidando-a a participar de um videoclipe. “Isso deve permanecer em segredo até o lançamento da música”, afirmaram.

No entanto, Khadidja ficou desconfiada e enviou uma mensagem para a conta oficial da estrela. Lune respondeu: “É falso. Não responda!”

Apenas dois dias depois, os réus usaram outra conta no Instagram para entrar em contato.

“Desta vez, ofereceram um tratamento de beleza gratuito, desde que a vítima o promovesse nas redes sociais”, explicou Veronika, acrescentando que a isca acabou funcionando.

“Eles dirigiram em direção a Ingolstadt, mas pediram que a jovem de 23 anos saísse do carro numa floresta. Ela foi agredida 56 vezes“, disse a procuradora.

“O rosto dela ficou gravemente desfigurado com mais de 50 golpes de faca”, afirmou o porta-voz da polícia.

Os criminosos colocaram o corpo no carro e depois o abandonaram perto da casa de Shahraban para que seus pais encontrassem o corpo e acreditassem que fosse sua filha.

O julgamento de Shahraban e Sheqir deve iniciar nas próximas semanas.

FONTE: MAIS GOIÁS

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes