domingo, junho 16, 2024
spot_img
HomeENTRETENIMENTOMúsica de Mozart alivia dores em bebês, como analgésico, diz pesquisa

Música de Mozart alivia dores em bebês, como analgésico, diz pesquisa

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos mostra que ouvir música de Mozart alivia dores dos bebês porque a melodia age como analgésico. Deixa os nenéns mais tranquilos, eles relaxam e conseguem assim superar o desconforto.

As crianças foram testadas com “Canção para ninar” de Mozart, tocada durante a coleta de sangue do teste do pezinho, e depois por mais cinco minutos. Observando as expressões faciais, o choro, as modulações dos padrões respiratórios e os movimentos, os pesquisadores notaram o bem-estar dos bebês.

“É crucial estabelecer um método fácil e confiável para reduzir a dor em recém-nascidos”, disse Saminathan Anbalagan, pesquisador de medicina neonatal e perinatal do hospital da Universidade Thomas Jefferson, na Filadélfia, EUA, líder da pesquisa publicada na revista científica Pediatric Research.

Testes em 100 bebês 

Saminathan Anbalagan e os outros cientistas mediram os níveis de dor de 100 bebês recém-nascidos submetidos a um exame de sangue por punção no calcanhar.

Nos Estados Unidos, o exame é feito como parte da triagem de rotina para doenças raras, mas graves, como fibrose cística e distúrbios metabólicos hereditários.

Para os testes, todos receberam uma pequena dose de solução açucarada dois minutos antes do procedimento, enquanto 54 crianças também ouviram uma canção de ninar instrumental de Mozart por 20 minutos antes, durante e cinco minutos depois.

Os outros bebês não ouviram música alguma.

Um investigador usando fones de ouvido com cancelamento de ruído avaliou os níveis de dor dos bebês usando um sistema de pontuação padrão que avaliou expressões faciais, choro, padrões respiratórios, movimentos dos membros e estado de alerta, com uma pontuação máxima possível de sete.

Sugerem usar a técnica

Segundo os resultados preliminares, os bebês sentiram menos dores no calcanhar, quando escutavam Mozart.

O estilo do compositor austríaco é marcado pela sutileza e delicadeza na harmonia, talvez isso agrade aos sensíveis ouvidos dos recém-nascidos.

Os pesquisadores sugerem que o método seja usado nas aplicações de  injeções, nos exames de sangue por punção no pezinho, nas vacinas e assim por diante.

Os cientistas ressaltam que o cérebro dos bebês não está desenvolvido o suficiente para que eles realmente sintam dores.

Ferramenta fácil

Os índices de dor dos bebês que ouviram a canção de ninar foram quatro vezes menor durante o procedimento, caindo para zero um minuto depois, em comparação ao grupo que estava em silêncio.

A pontuação média de dor para bebês que não ouviram a canção de ninar foi de sete no momento da picada no pezinho, caindo para cinco e meio após um minuto e para dois após dois minutos.

“A intervenção musical é uma ferramenta fácil, reprodutível e barata para o alívio da dor em pequenos procedimentos em recém-nascidos saudáveis ​​e a termo”, disse Saminathan  Anbalagan.

Para Rebeccah Slater, professora de neurociência pediátrica da Universidade de Oxford, Reino Unido, que estuda a percepção da dor em bebês, encontrar métodos para confortar os bebês durante procedimentos dolorosos é extremamente importante.

Os pesquisadores sugerem que o método seja usado nas aplicações de  injeções, nos exames de sangue por punção no pezinho e nas vacinas, tudo com música de Mozart para bebês . – Foto: Dominic Lipinski/PA

FONTE: SO NOTÍCIA BOA/ Com informações do The Guardian

Espalhe notícia boa!

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes