quinta-feira, junho 20, 2024
spot_img
HomeBrasilVacina da dengue: para quem serão as primeiras doses no SUS?

Vacina da dengue: para quem serão as primeiras doses no SUS?

Previsão é que campanha comece em fevereiro

VIA O GLOBO – O Brasil recebeu, neste domingo, a primeira remessa de doses da vacina contra a dengue Qdenga, da farmacêutica japonesa Takeda, para a oferta no Sistema Único de Saúde (SUS). Foram 750 mil doses, de um total de aproximadamente 6,5 milhões esperadas durante o ano de 2024.

De acordo com o Ministério da Saúde, as primeiras unidades serão destinadas para regiões selecionadas que atendam aos seguintes critérios:

  • Municípios com população igual ou maior a 100 mil habitantes;
  • Municípios com alta transmissão de dengue nos últimos 10 anos, levando também em conta altas taxas nos últimos meses.

Em relação a quem destes locais poderá receber as doses, a pasta explica que serão:

Crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, por serem a faixa etária que concentra o maior número de hospitalizações por dengue depois de pessoas idosas.

O público mais velho, por enquanto, não pode ser alvo da campanha já que a Qdenga foi aprovada pela Anvisa apenas para indivíduos de 4 a 60 anos. Além disso, o imunizante não pode ser ofertado à população geral devido ao baixo quantitativo de doses que chegará ao país em 2024

Em nota, o Ministério diz que a lista exata com os municípios contemplados na campanha e a estratégia de vacinação detalhada serão informadas nos próximos dias.

Além disso, esclarece que os critérios foram estabelecidos em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias municipais de Saúde (Conasems), seguindo recomendações da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) – que orientou a prioridade pelas crianças e adolescentes neste momento.

Quando as doses estarão disponíveis?

De acordo com a pasta da Saúde, a previsão é que as primeiras doses sejam aplicadas em fevereiro.

A remessa recebida neste sábado, de 750 mil doses, precisa passar ainda pelo processo de liberação da Alfândega e da Anvisa para, depois, ser enviada para o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). Somente após essas etapas, poderá ser distribuída aos municípios.

O Ministério da Saúde diz ter solicitado prioridade nas análises e que a expectativa é que todo o desembaraço seja concluído ao longo da próxima semana.

Além das 750 mil doses, é esperada uma segunda leva com 570 mil aplicações para fevereiro. Essas duas primeiras remessas fazem parte de um quantitativo de 1,32 milhão de vacinas que serão fornecidas pela Takeda sem cobrança para a pasta da Saúde.

O Ministério comprou ainda outras 5,2 milhões de doses – total possível pela fabricante para 2024 devido à capacidade produtiva – que serão entregues até novembro. Ao todo, portanto, serão 6,52 milhões de unidades neste ano, suficientes para imunizar aproximadamente 3,2 milhões de brasileiros, já que o esquema vacinal envolve duas aplicações.

O Brasil é o primeiro país do mundo a oferecer o imunizante no sistema público universal. O Ministério da Saúde incorporou a vacina contra a dengue em dezembro de 2023. A inclusão foi analisada de forma célere pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no SUS), que recomendou pela incorporação.

O imunizante também está disponível nas redes privadas do país, por valores que variam de R$ 390 a R$ 490 a dose, ou seja, de R$ 780 a R$ 980 o esquema completo, segundo levantamento com clínicas particulares.

A Qdenga foi aprovada pela Anvisa em março do ano passado e, nos estudos clínicos, demonstrou uma eficácia geral de 80,2% para evitar contaminações, e de 90,4% para prevenir casos graves. A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) indica a proteção na rede privada para todos que fazem parte do grupo etário elegível (4 a 60 anos), tanto os que nunca tiveram a doença, como aqueles que já foram infectados antes.

FONTE: MAIS GOIÁS

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes