quinta-feira, junho 20, 2024
spot_img
HomeBrasilBrasileiro famoso por postar guerra no TikTok é morto por tropas russas...

Brasileiro famoso por postar guerra no TikTok é morto por tropas russas na Ucrânia

Max Panavo foi expulso da PM de São Paulo após matar o próprio irmão

O brasileiro Maxuel Gomes Ribeiro, conhecido como Max Panavo nas redes sociais, faleceu no conflito entre Ucrânia e Rússia na última quarta-feira (21). O ex-policial militar de São Paulo era reconhecido por compartilhar vídeos da guerra no TikTok e, em 2019, foi expulso da polícia sob acusação de ter assassinado o próprio irmão, Hudson Ribeiro, durante uma discussão familiar.

Max Panavo atuava como mercenário na Ucrânia e teve sua morte confirmada pelas forças ucranianas. Segundo o amigo Leanderson Paulino, ele foi vítima de um ataque russo com drone kamikaze, daqueles que explodem ao se aproximarem do alvo, na localidade de Adviivka, na região do Donbass.

Max ficou conhecido durante a guerra por compartilhar vídeos com imagens do conflito. Só em sua conta no Instagram, possui mais de 125 mil seguidores. Ele integrava o exército de Volodmyr Zelensky desde 2022, quando teve início a invasão russa no país.

Após ser expulso da PM e ser detido temporariamente, Panavo conseguiu liberdade provisória e fugiu do Brasil. Foi assim que se alistou nas tropas ucranianas.

Em novembro do ano passado, circulou uma notícia falsa sobre sua morte. Na ocasião, Max foi gravemente ferido pela artilharia russa, mas sobreviveu. Ele foi hospitalizado e teve que passar por uma série de cirurgias para remover os estilhaços do corpo.

Nas últimas horas, o perfil do ex-policial militar está recebendo uma onda de mensagens de pesar. Em uma publicação fixada em seu feed, o brasileiro dirigia uma mensagem ao presidente da RússiaVladimir Putin, afirmando ser “seu vingador latino favorito”.

Max Panavo é o quinto brasileiro morto no conflito pelo lado ucraniano.

Brasileiro de 24 anos é morto em combate na Ucrânia

Em agosto de 2023 um soldado brasileiro, que estava combatendo nas fileiras do exército ucraniano, perdeu a vida em um confronto com as forças russasAntônio Hashitani, de 24 anos, era natural de Curitiba, no Paraná, e estava na região da cidade de Bakhmut, que atualmente é o ponto mais intenso da frente de batalha na guerra. O combatente curitibano recebeu inúmeras homenagens.

FONTE: MAIS GOIÁS

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes