quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomeBruno PeixotoBruno Peixoto reforça desejo de ser candidato em Goiânia: “Acredito ter capacidade”

Bruno Peixoto reforça desejo de ser candidato em Goiânia: “Acredito ter capacidade”

Em uma entrevista repleta de recados, Bruno Peixoto voltou a citar Daniel Vilela e disse que antecipar decisão de escolha do vice é “equívoco”

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Bruno Peixoto (União Brasil), voltou a dizer que deseja participar da eleição para prefeito de Goiânia em 2024. Utilizando a tese de que é de Goiânia e que conhece a capital, garantiu ter capacidade para resolver os problemas da metrópole. A entrevista foi concedida ao jornalista Jackson Abrão nesta segunda-feira (4).

O recado foi dado a eventuais nomes sondados como Jânio Darrot (MDB) e Gustavo Mendanha (PDR), ex-prefeitos de Trindade e Aparecida de Goiânia. Bruno tornou a colocar dúvida sobre o vice-governador Daniel Vilela (MDB) ser o candidato natural da base para 2026 e, diferente de outras ocasiões, destacou que a decisão sobre 2024 não pode ser tomada por “uma ou duas pessoas”, mas sim por um “grupo de partidos”.

A referência era feita ao próprio governador Ronaldo Caiado (União Brasil) e a Daniel Vilela (MDB). Antes, o próprio Bruno Peixoto dizia que o processo seria conduzido pelo chefe do executivo estadual. Agora, a mudança do tom vem com uma disposição declarada da disputa eleitoral. 

A situação ficou ainda mais evidente quando Jackson Abrão questionou Bruno Peixoto como o deputado estadual observava o processo eleitoral e as candidaturas viáveis em Goiânia no ano que vem. “Eu acho que vão disputar a eleição e candidaturas com apoios viáveis. Adriana Accorsi, Vanderlan Cardoso, Rogério Cruz, Gustavo Gayer e eu”, finalizou com um tímido sorriso. 

Sobrou até para Ana Paula Rezende (MDB). Alçada a posição de pré-candidata a vice na hipotética chapa de Jânio Darrot, Bruno Peixoto considerou uma movimentação equivocada e que não o faria. “Na minha opinião, os partidos políticos aliados tem de buscar um consenso de vice, não dá para impor um nome, tem de ouvi-los”, destacou

CONFIRA OS PRINCIPAIS TRECHOS DA ENTREVISTA DE JACKSON ABRÃO COM BRUNO PEIXOTO:

DISPOSIÇÃO EM SER PRÉ-CANDIDATO?

Nasci na capital, conheço cada canto da cidade, fui vereador por dois mandatos. Eu ando pelas ruas da capital e sabe o que eu faço? Eu vou olhando, como está a coleta do lixo, como está a varrição, se tem buraco, se o meio-fio tá pintado, vejo o emaranhado de fios que tem de ter solução, quando eu olho as praças, dá vontade de ter ali que a Prefeitura coloque belos jardins e seja bom de se ver. 

Quando eu vejo e vejo o trânsito isso me dói. Sim, é vontade e acredito ter capacidade. Não vou te esconder, vai parecer demagogia: eu amo Goiânia e devo tudo que tenho a capital. Tenho sim que dedicar a nossa experiência para ser prefeito, mas dependo de toda uma conjuntura, especialmente, dependo da população.

JÂNIO DARROT TEM MAIS PODER DE FOGO?

Jânio é uma pessoa do bem, meu amigo e me apoiou para deputado estadual. A votação que tive na cidade de Trindade foi o apoio dele que nos concedeu essa votação. Agora, eu digo, nasci em Goiânia, conheço cada canto da cidade. Sou economista e advogado, pós-graduado em Gestão e Controladoria, duas vezes vereador, líder de Iris Rezende… Estou fazendo a gestão de aproximadamente 1bi, ou seja, maior que o orçamento de várias cidades e modéstia parte a nossa gestão tem dado resultados positivos. Tenho sim, não escondo, tenho vontade de cuidar da capital. Eu tenho capacidade. Eu nasci em Goiânia, conheço Goiânia e os problemas, tenho as soluções. Modéstia à parte, tenho a capacidade para resolvê-los.

Isso pode pesar, sim. Não há o que esconder. Eu sou empresário do segmento de postos de combustíveis. É claro, meu poder econômico não se aproxima do Jânio que é uma pessoa muito querida para mim. É claro que o poder econômico dele é bem maior que o meu, em relação ao pessoal. Agora, temos vários diferenciais positivos ao meu favor. Eu nasci e sempre votei em Goiânia, conheço cada canto da cidade, os problemas, tenho as soluções, vários partidos que já declararam a nossa pré-candidatura, entre eles o Agir, o Mobiliza e o DC.

DÚVIDAS SOBRE DANIEL VILELA EM 2024

Daniel Vilela é um amigo. Fomos vereadores e deputados juntos. Presidi o MDB municipal e ele estadual, juntos. É natural. Hoje, as pesquisas têm um perfil, amanhã, poderá ter outro perfil. Aquele que se intitula candidato neste ano de 2023, pode não ser o candidato em 2024 ou 2026. Vamos analisar as pesquisas. Daqui até lá tem muito tempo. O candidato consolidado hoje, pode não ser o candidato amanhã. Isso cabe às pesquisas, à uma análise. A toda uma conjuntura. Não se pode definir candidato de si mesmo, é necessário representar um projeto.  

ANA PAULA REZENDE, VICE DE JÂNIO DARROT?

Ana Paula é uma excelente pessoa, do bem, bom caráter. A vice, caso eu seja o candidato, não será por mim definido. Temos que ouvir todos os partidos e líderes aliados, os segmentos, ouvir a sociedade. Não dá para chegar aqui e dizer que quero tal pessoa de vice. A Ana Paula é uma pessoa formidável. No meu entendimento e experiência de quase 50 anos de idade e 24 anos de vida pública. Na minha opinião, os partidos políticos aliados tem de buscar um consenso de vice, não dá para impor um nome, tem de ouvi-los. Acho que é um equívoco.

CENÁRIO ELEITORAL PARA 2024

Tanto eu quanto o Jânio, temos de trabalhar. Aquele que tiver melhor colocado nas pesquisas, seja quantitativa ou qualitativa tem de ser o nome analisado não por uma ou duas pessoas, mas um grupo de partidos que vão se engajar. Temos que trabalhar neste caminho. Não teria dificuldades nenhuma em apoiá-lo [Jânio Darrot].

FONTE: MAIS GOIÁS

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes