quinta-feira, junho 20, 2024
spot_img
HomeBrasilStanley confirma presença de chumbo em copos térmicos; entenda

Stanley confirma presença de chumbo em copos térmicos; entenda

O metal é utilizado para vedar a base do do copo

Os famosos copos garrafas da marca Stanley viralizaram mais uma vez nas redes sociais: o TikTok nos Estados Unidos foi inundado de posts participando de uma trend em que os usuários fazem um teste caseiro para detectar metais pesados nos produtos. Para a surpresa de muitos, os testes nos produtos Stanley deram positivo para chumbo. Quando em contato direto, o material provoca intoxicação e diversos outros problemas de saúde.

Em nota, a fabricante confirmou que os copos Stanley têm chumbo em sua composição. O metal é utilizado para vedar a base do do copo, mas, segundo a empresa, está protegido por um revestimento de aço inoxidável que impede o contato direto com o consumidor.

“A Stanley esclarece que não há chumbo em parte alguma da superfície de seus produtos que entre em contato com o consumidor, ou com líquidos e alimentos que estejam sendo consumidos. A marca utiliza um processo de fabricação que segue o padrão global da indústria para realizar o selamento na parede externa e garantir o isolamento a vácuo. Este material de vedação inclui uma parcela de chumbo em sua composição. No entanto, uma vez selada, esta área é coberta por uma camada não removível de aço inoxidável, tornando-a inacessível aos consumidores.”

A empresa ainda afirmou que “na rara ocorrência desta tampa de inox se soltar, devido a algum caso extremo, possivelmente expondo o selante, este continuará sem contato com o conteúdo, sendo o produto devidamente coberto pela Garantia Vitalícia oferecida a todos os itens Stanley“.

“A marca garante que seus produtos atendem a todas as exigências regulatórias dos EUA e Europa, incluindo a Prop65, e esclarece ainda que testa e valida a conformidade de todos os itens por meio de laboratórios terceirizados credenciados pela FDA, que verificam se os produtos seguem diretrizes rigorosas, incluindo, entre outros, os requisitos regulatórios de BPA/BPS, PFOS e ftalatos”, finaliza a empresa.

A intoxicação por chumbo mata anualmente cerca de 5,5 milhões de adultos de 25 anos ou mais por causa de doenças cardiovasculares, estima um estudo realizado por economistas do Banco Mundial, usando dados do projeto Global Burden of Disease (GBD), que coleta estatísticas de saúde.

Um dos problemas para eliminar o chumbo da sociedade é que traços do elemento podem ser encontrados em dezenas de produtos e atividades diferentes, como baterias recicladas, tintas, utensílios de metal reciclado, lixo eletrônico, louça e alguns tipos de plástico. Trabalhadores do setor de mineração e garimpo são um grupo de risco preocupante.

No Brasil, o Inmetro fez um pente-fino para encontrar chumbo em diversos produtos na última década, e constatou que a maior parte dos setores já avançou nas práticas de eliminação desse material pesado na indústria. Foram encontradas, porém, algumas marcas de tintas com teor de chumbo acima do recomendado

Em 2023, o instituto avaliou a indústria de joias e bijuterias, e constatou que 9% dos produtos tinham chumbo ou cádmio (outro metal pesado tóxico) além do limite estipulado.

FONTE: MAIS GOIÁS

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes