quinta-feira, junho 20, 2024
spot_img
HomeÁREA DE COBERTURAGoianésiaHomem é preso após fingir ser gestor de empresa e dar golpe...

Homem é preso após fingir ser gestor de empresa e dar golpe em ao menos 20 pessoas ao oferecer emprego falso, diz PC

Vítimas eram induzidas a pagar para realizar exames médicos. Suspeito se passava por gestor de empresa de engenharia e tem extensa ficha criminal. Ele já foi preso por aplicar o mesmo golpe.

Um homem foi preso suspeito de fingir ser gestor de uma empresa de engenharia para dar golpes oferecendo emprego falso, em Goianésia, localizada a 68km de Goiânia. Segundo a Polícia Civil de Goiás (PC-GO), Hoerberson Rodrigues Lima enganou ao menos 20 pessoas dizendo ser dono da empresa HS Engenharia e que estava recrutando funcionários para trabalhar em uma grande multinacional com sede na região. A prisão foi feita na última quarta-feira (7), mas o crime aconteceu em março deste ano.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa de Hoerberson para posicionamento até a última atualização desta matéria.

A investigação apurou que as vítimas eram induzidas a entregar documentos pessoais e a pagar para realizar exames médicos, como sendo admissional e de Covid-19. De acordo com a delegada Alanna Duarte, responsável pelo caso, Hoerberson também se passava por outra pessoa, se apresentando como André, entrava em contato com as vítimas pelo Whatsapp e pedia os depósitos para pagamentos do exames.

As vítimas relataram que após o pagamento dos exames, Hoerberson e o susposto “André” falavam que precisavam fazer os uniformes e ficavam postergando”, conta a delegada.

À polícia, as vítimas disseram que chegaram a comparecer no estabelecimento comercial onde supostamente estariam os uniformes, mas o proprietário disse que nunca realizou venda de uniformes para tal empresa de engenharia. Depois disso, as vítimas criaram um grupo no Whatsapp para cobrar Hoerberson.

Neste grupo, Hoerberson se passando por André, disse às vítimas que uma palestra havia sido marcada para o dia seguinte na empresa multinacional e que eram para esperar o ônibus no local e horário combinado. De acordo com a Polícia Civil, aproximadamente 23 pessoas aguardaram cerca de duas horas e o ônibus não apareceu.

As vítimas tentaram entrar em contato com Hoerberson, mas perceberam que ele havia bloqueado o Whatsapp e apagado todas as redes sociais. Além disso, o suposto André não respondia mais. Neste momento, as vítimas procuraram a delegacia e informaram que haviam caído em um golpe.

A Polícia Civil informou que Hoerberson tem uma extensa ficha criminal e responde por diversos crimes de estelionatos e que chegou a ser preso em 2021 por aplicar o mesmo golpe, o golpe da falsa contratação de emprego. Ele foi liberado no final de 2022 e voltou a praticar a mesma modalidade criminosa no início deste ano.

Após aplicar os golpes em Goianésia, o suspeito estava foragido e ciente que havia um mandado de prisão. Ele chegou a entrar em contato com a polícia alegando que iria se entregar, mas era apenas para ganhar tempo e conseguir fugir.

O Grupo de Repressão a crimes Patrimoniais (GEPATRI) realizou a prisão de Hoerberson quando ele estava saindo de sua casa.

FONTE: GOIÁS EM DIA

NOTÍCIAS SIMILIARES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

PUBLICIDADE

spot_imgspot_imgspot_img

spot_img

spot_imgspot_imgspot_img

spot_imgspot_imgspot_img

NOTÍCIAS RELEVANTES

Comentários Recentes